BERLIM - A morte em circunstâncias estranhas de um diplomata russo no coração de Berlim pôs mais uma vez em foco as atividades de espionagem que as potências mundiais mantêm na capital alemã.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores não forneceu informações sobre o incidente, mas, segundo publicação da Der Spiegel na terça-feira, policiais encontraram o corpo do diplomata na calçada por volta das 7h20 da manhã, bem em frente ao prédio da embaixada russa, que tem quatro andares e está localizado muito perto do Portão de Brandenburgo, na conhecida avenida Unter den Linden.

Berlim continua a ser palco de acontecimentos estranhos e que parecem de outra época, quando a cidade foi dividida pelo muro, e espiões de todos os lados esquentaram a Guerra Fria com a sua troca de informações.

Com a suspeita de que os russos estavam por trás do crime, que ocorreu em plena luz do dia no parque Tiergarten, em Berlim, as autoridades alemãs expulsaram dois diplomatas russos do país.

Saiba mais: Brasil usa há mais de 60 anos criptografia de empresa que foi controlada pela CIA. De acordo com a mídia investigativa Bellingcat e The Bell, o diplomata morto era Kirill Zhalo, filho do tenente-general Alexéi Zhalo, chefe do Gabinete de Proteção do Sistema Constitucional do FSB, departamento identificado pelos serviços de inteligência ocidentais como responsável por ataques a oponentes, como Alexéi Navalny, e ativistas.

Funcionários do FSB estiveram envolvidos em um ataque com um agente tóxico ao opositor russo Navalny no verão de 2020, de acordo com uma investigação do portal Bellingcat, que descobriu que agentes do serviço secreto o seguiram no dia em que foi envenenado.

Na sequência, o opositor foi transferido com urgência da Sibéria - onde adoeceu gravemente enquanto voava de uma cidade para outra - para Berlim, onde foi tratado e recuperado do ataque com uma neurotoxina de origem militar da família Novichok que quase lhe custou a vida.

Este artigo foi resumido em 61%

Originalmente Publicado: 5 de Novembro de 2021 às 16:02

Fonte: Globo