O meio-campista Rafael Gava, do Cuiabá, emitiu nota oficial em suas redes sociais nesta quinta-feira para negar participação em caso de agressão a uma mulher.

O atacante teve seu contrato rescindido pelo clube e confirmou que Rafael Gava não teve envolvimento no ocorrido.

Uma mulher de 22 anos foi internada no Hospital Municipal de Cuiabá terça-feira com ferimentos depois de alegar ter sofrido agressões em um motel de Cuiabá e, em seguida, tentar se matar.

Segundo a PM, a jovem contou no Boletim de Ocorrência que na noite de segunda para terça estava em um motel com três homens e duas mulheres.

Logo depois, ela tomou um carro de transporte por aplicativo e foi para um hotel, onde tentou suicídio, cortando o próprio pescoço com o caco de uma garrafa e ingerindo comprimidos para depressão.

Venho pela presente nota oficial informar que expressamente não tive qualquer relação com o episódio de suposta lesão corporal a uma jovem, que tornou-se público nos últimos dias.

Conforme já foi esclarecido na própria nota oficial do Cuiabá EC, reafirmo que no momento do episódio, estava em casa com os meus familiares.

Este artigo foi resumido em 50%

Originalmente Publicado: 9 de Dezembro de 2021 às 21:13

Fonte: Globo