BRASÍLIA - O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira que aplicou sanções econômicas contra uma rede de indivíduos no Brasil que são acusados de financiar o grupo terrorista al-Qaeda.

Pessoas, empresas e organizações que recebem punições desse tipo dos Estados Unidos são impedidos de movimentar bens e ativos em bancos no país.

As medidas atingem duas empresas e três indivíduos no Brasil.

Segundo o governo americano, ele mantinha contato frequente e negócios com outra pessoa supostamente ligada ao grupo terrorista no Brasil.

As atividades desta rede sediada no Brasil demonstram que a al-Qaeda continua sendo uma ameaça terrorista global generalizada.

Além do suspeito, duas outras pessoas também foram designadas pelo governo dos Estados Unidos como ligadas al-Qaeda no país.

Com a inclusão dessas pessoas e empresas no rol proibido, bancos com negócios nos Estados Unidos estão proibidos de manterem relações com elas, sob a possível pena de ter sua licença de atuação no território americano cassada.

Este artigo foi resumido em 57%

Originalmente Publicado: 22 de Dezembro de 2021 às 15:34

Fonte: Globo