Natural de Crixás, em Goiás, se mudou para Goiânia na época da escola e, na faculdade, foi morar em João Pessoa.

Perdeu o pai há pouco mais de um mês e diz que ainda está digerindo o trauma.

“Até agora, estamos sem entender um pouco. Ele foi viajar para Belém para comemorar 41 anos de formatura. Chegando lá, começou a sentir um pouco de falta de ar - ele tinha um enfisema pulmonar e era ex-tabagista -, mas comprou um remédio e ficou tudo bem. Eles foram para a praia e, de noite, ele começou a passar mal. Pelo que a gente entende, teve um choque séptico”.

Apaixonada por animais, ela já cuidou até de um veado, que apareceu doente, e deu para ele o nome de Xibiu.

Recentemente, ela levou um bezerro que precisava de cuidados para morar nos fundos da sua casa até que ele ficasse 100%. - Não fica sem seu skincare.

Na festa de formatura, juntou algumas músicas que gosta e entrou dançando: “Eu queria descer até o chão, do jeito que eu sou”.

Ama festa e daquelas que gosta de ficar até o fim do rolê.

Este artigo foi resumido em 39%

Originalmente Publicado: 14 de Janeiro de 2022 às 16:05

Fonte: Globo