Willian Bonner foi ‘acusado’ de promover vacinação infantil.

O apresentador William Bonner foi acusado de participar de uma organização criminosa, composta por outros profissionais da Globo, para promover os benefícios da vacinação infantil.

Bonner foi acusado também de crimes de indução de pessoas “Ao suicídio, de causar epidemia e de envenenar água potável, de uso comum ou particular, ou substância alimentícia ou medicinal destinada a consumo”.

Koressawa ainda pediu que o jornalista fosse proibido de “Incentivar a vacinação obrigatória de crianças e adolescentes e a exigência de passaporte sanitário”.

Conforme a magistrada, o autor, que advogado e promotor de Justiça aposentado, não possui legitimidade para solicitar a prisão preventiva do jornalista, já que os crimes mencionados são de ação penal pública e que “a representação incompatível com a vara criminal qual foi submetida”.

“Os inúmeros mecanismos de pesos e contrapesos da democracia nos colocaram na presente situação, mas será somente por meio dela que o Poder Judiciário, trincheira do Estado democrático de Direito, poderá colaborar para que ensaiemos a superação da cegueira dos nossos tempos”, continua.

A juíza finaliza destacando que o Supremo Tribunal Federal entende que as afirmações de Bonner fazem parte da sua liberdade de imprensa enquanto jornalista.

Este artigo foi resumido em 45%

Originalmente Publicado: 16 de Janeiro de 2022 às 22:49

Fonte: Itatiaia.com.br