O presidente da Rússia, Vladimir Putin, oferece flores em cerimônia na Túmulo do Soldado Desconhecido nas comemorações do Dia da Vitória - Foto: Sputnik/Divulgação via Reuters.

Os Estados Unidos acreditam que o presidente russo, Vladimir Putin, está se preparando para um longo conflito na Ucrânia e uma vitória russa em Donbass, no leste do país, pode não encerrar a guerra, disse a diretora de Inteligência Nacional dos EUA, Avril Haines, nesta terça-feira.

“Avaliamos que o presidente Putin está se preparando para um conflito prolongado na Ucrânia durante o qual ele ainda pretende alcançar objetivos além do Donbas”, disse Haines aos legisladores.

Tropas ucranianas mobilizadas na região de Luhansk, leste da Ucrânia - Foto: Anatolii Stepanov/AFP. Ela acrescentou que Putin estava contando com a determinação ocidental de enfraquecer com o tempo e, medida que o conflito continuava, havia preocupação sobre como ele se desenvolveria nos próximos meses.

“Combinado com a realidade de que Putin enfrenta um descompasso entre suas ambições e as atuais capacidades militares convencionais da Rússia, provavelmente significa que os próximos meses podem nos ver seguindo uma trajetória mais imprevisível e potencialmente escalável”, argumentou Haines.

E tenente-general Scott Berrier no Capitólio dos EUA em Washington - Foto: Kevin Lamarque/REUTERS. Durante a mesma audiência, o chefe da Agência de Inteligência de Defesa disse que a guerra estava em um impasse.

“Os russos não estão vencendo e os ucranianos não estão vencendo e estamos em um impasse aqui”, disse o tenente-general Scott Berrier, chefe do DIA. Berrier também informou que entre 8 e 10 generais russos foram mortos durante o período da invasão.

Este artigo foi resumido em 1%

Originalmente Publicado: 10 de Maio de 2022 às 11:12

Fonte: Globo