Duas mulheres foram mortas com disparos de arma de fogo.

De acordo com a Polícia Militar, a suspeita que as duas mulheres tenham sido confundidas.

Logo após o desembarque da colega de trabalho, o carro em que Verônica estava foi cercado por criminosos.

Familiares disseram que a comerciante pegou o carro emprestado porque o veículo dela estava em uma oficina, e ela dependia do transporte para fazer compras para o bar.

O homem que seria um traficante no bairro Cachoeirinha era um cliente assíduo do bar de Verônica e por isso teria oferecido o carro emprestado.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher e o marido sabiam do envolvimento do homem com atividades ilícitas e o esposo teria aconselhado a vítima a não manter contato com o suposto criminoso.

O documento ainda relata que houve uma denúncia anônima que dizia que Verônica vendia drogas no bar.

Este artigo foi resumido em 59%

Originalmente Publicado: 13 de Maio de 2022 às 05:20

Fonte: Globo