Três policiais civis que participaram da dispersão de frequentadores da chamada cracolândia no centro de São Paulo, na noite de ontem, se apresentaram hoje como autores de disparos feitos durante a ação.

De acordo com nota da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, os policiais se apresentaram voluntariamente e uma perícia vai ser realizada para apurar se o tiro que causou a morte do homem saiu da arma de algum dos oficiais.

O trio faz parte do aparato policial que começou a atuar na dispersão de pessoas em situação de rua e dependentes químicos que, até então, ocupavam a região da praça Princesa Isabel, até a madrugada da quarta-feira, dia em que cerca de 500 pessoas foram impedidas de permanecer no local.

Um vídeo feito pela moradora de um dos prédios no entorno da ação mostra o momento em que dois homens com trajes civis caminham até o meio da rua para abrir fogo contra um grupo.

O caso foi registrado por volta das 20h30 e encaminhado ao DHPP, que investiga a ação.

Em um vídeo feito por uma moradora, possível ver o momento em que uma viatura da Polícia Militar acelera em direção aos usuários na avenida Rio Branco e freia em seguida, motivando outra dispersão.

Ao perceber a aproximação do grupo, três homens que estavam na calçada caminham até o meio da via.

Este artigo foi resumido em 67%

Originalmente Publicado: 13 de Maio de 2022 às 22:20

Fonte: Uol.com.br