O Partido Social-Democrata, que governa a Suécia, deu sinal verde neste domingo para a candidatura do país a ingressar na Otan, o que permitirá que o governo apresente um pedido de adesão junto com a Finlândia.

Durante reunião extraordinária realizada neste domingo, a direção decidiu que o partido “Colaboraria em uma candidatura da Suécia Otan”, informaram os social-democratas em um comunicado que manifestava uma mudança em sua posição.

O partido explica que contrário instalação de bases permanentes da Otan e de armas nucleares no território sueco, o que não exigido para integrar a aliança.

Grupo protesta contra a adesão OTAN do lado de fora do escritório do Partido Social Democrata em Estocolmo, na Suécia, no sábado - Foto: Anders Wiklund/TT News Agency via Reuters.

Com a mudança de postura do partido, a maioria a favor da entrada na Otan está garantida no Parlamento.

O governo da Finlândia anunciou neste domingo sua candidatura “Histórica” de adesão Otan, que será apresentada ao Parlamento na segunda-feira.

A invasão da Ucrânia pela Rússia provocou um aumento considerável do apoio Otan na opinião publica, tanto na Suécia como na Finlândia.

Este artigo foi resumido em 42%

Originalmente Publicado: 15 de Maio de 2022 às 13:16

Fonte: Globo