O motorista Valdoir Silva falou pela primeira vez sobre o acidente que causou a morte do sertanejo Aleksandro Correia.

Era ele quem dirigia o ônibus que carregava o cantor e outros profissionais, incluindo o músico João Vitor Sales, o Conrado, que segue internado na UTI. “O trânsito cruel”, lamentou o condutor.

“Ele explodiu mesmo. Eu passei por duas saliências, o pneu estourou, não consegui ter controle do volante. Eu só me lembro quando ele deitou. Não lembro de mais nada”.

Apesar de admitir estar abalado com a situação, o motorista destacou que em nenhum momento teve intenção de colaborar para o acidente e disse que o triste fato aconteceu em decorrência de um “Trânsito cruel”.

“Eu sei que eu não tenho culpa. Não tenho culpa porque o pneu explodiu, e eu perdi a direção”, continuou ele.

O veículo, que tinha a bordo pelo menos 19 passageiros, capotou na rodovia Régis Bittencourt, nas proximidades de Miracatu, no interior de São Paulo.

Conrado e Aleksandro estavam vindo de um show que haviam realizado na noite de sexta-feira na cidade de Tijucas do Sul, no Paraná.

Este artigo foi resumido em 44%

Originalmente Publicado: 15 de Maio de 2022 às 20:42

Fonte: Google News