A cassação do ex-deputado Arthur do Val, aprovada por unanimidade entre os 73 presentes na Assembleia Legislativa de São Paulo nesta terça-feira 17, foi comemorada por lideranças políticas femininas.

“Não esqueça: o machismo pode te fazer perder o mandato! Tchau, querido”, escreveu a parlamentar, que ainda criticou o fato de a Assembleia Legislativa ter determinado apenas afastamento de 180 dias do deputado estadual Fernando Cury, que a assediou no plenário da Casa em dezembro de 2020.

Ps.: o processo pela punição certa para o meu caso segue na justiça, já que na ALESP. - Deputada Isa Penna May 17, 2022.

A Assembleia de São Paulo acaba de cassar o mandato de Arthur do Val.

A tentativa de manobra do agora ex-deputado também foi lembrada por Manuela D’Ávila, que escreveu nas redes: “Mamãe fui cassado. A Alesp acaba de cassar o mandato de Arthur do Val. Apesar da covardia da renúncia, com a cassação, ele se torna inelegível por 8 anos. A política não pode ser espaço para machistas e misóginos”.

A cassação de Do Val significa que ele perderá os direitos políticos por oito anos, com base na Lei da Ficha Limpa.

Do Val foi alvo de 21 representações pedindo a cassação por quebra de decoro parlamentar, após a divulgação de áudios sexistas contra mulheres refugiadas ucranianas.

Este artigo foi resumido em 50%

Originalmente Publicado: 17 de Maio de 2022 às 20:35

Fonte: Google News