Autoridades de saúde dos Estados Unidos informaram que 56 mil doses da vacina contra a varíola dos macacos foram disponibilizadas imediatamente, um lote cinco vezes maior do que o distribuído até o momento, em áreas de alta transmissão, como parte de uma estratégia de imunização em larga escala.

Os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças recomendava vacinas contra a varíola dos macacos apenas para pessoas expostas doença.

“Recomendamos agora que as vacinas sejam oferecidas a pessoas com exposição conhecida varíola que foram procuradas pela saúde pública, e também àquelas que estiveram expostas recentemente e ainda não foram identificadas por meio de casos ou rastreio de contatos”, disse a diretora do CDC, Rochelle Walensky.

Varíola dos macacos: 3 erros cometidos em epidemias do passado que podem ser evitados no surto atual.

Este artigo foi resumido em 1%

Originalmente Publicado: 28 de Junho de 2022 às 22:30

Fonte: Uol.com.br