O Fantástico conversou com Genevieve Boghici, de 83 anos, vítima de um golpe milionário no Rio de Janeiro em que a própria filha, Sabine Boghici, fazia parte.

“Ela se tornou minha inimiga”, diz Genevieve sobre a filha.

“Não procurei mais cedo a Justiça, porque meu estado físico e emocional estava muito abalado, e eu estava também com muito medo. Não fácil falar de filha, ainda mais numa situação dessa. Filha que foi criada com muito amor, com carinho e todo o conforto. E que, de repente, vira seu maior inimigo e pesadelo, lhe fazendo temer pela sua própria vida. Mas, graças a Deus, e aos meus amigos, a Justiça foi feita. Me sinto agora protegida e livre de uma situação que poderia ser macabra”, disse Genevieve.

A vítima foi levada para um apartamento em Ipanema, na mesma região nobre do Rio de Janeiro, onde mora Rosa Stanesco, que se apresenta como a vidente “Mãe Valéria de Oxóssi”.

E sabia mesmo, porque o golpe tinha participação da própria filha da vítima, que também tinha um relacionamento amoroso com a golpista.

“Ameaçava a mãe de morte. A mãe ficava sem comer. Era uma forma de coagir ela a fazer os pagamentos”, diz o advogado.

Depois de um ano e meio em cárcere privado, Genevieve conseguiu fugir de casa, pediu ajuda e denunciou a filha e a quadrilha.

Este artigo foi resumido em 62%

Originalmente Publicado: 14 de Agosto de 2022 às 22:06

Fonte: Globo