Presidente afirmou que fará transmissão ao vivo neste domingo, o que contraria decisão do Tribunal.

O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo que a decisão do TSE que veta lives de “Cunho eleitoral” nos palácios do Planalto e da Alvorada “Estapafúrdia”.

Declarou também que seguirá fazendo suas transmissões da residência oficial da Presidência e que haverá uma mais tarde, neste domingo.

O ministro Benedito Gonçalves, da Corte Eleitoral, proibiu o de fazer lives “De cunho eleitoral” nos palácios do Planalto, da Alvorado e demais “Bens e serviços públicos” que o chefe do Executivo só tem “Acesso em função do seu cargo”.

Gonçalves decidiu também que a campanha de Bolsonaro não pode utilizar imagens feitas em imóveis públicos, o que também incluem o Planalto e o Alvorada.

Bolsonaro afirmou que a decisão “Dispensa comentários”, e indicou que não gasta recursos públicos com a prática.

Durante uma reza que duas mulheres faziam para o presidente, um grupo de 3 pessoas gritou o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, “Fora, Bolsonaro” e “Doutor, eu não me engano. Bolsonaro miliciano”.

Este artigo foi resumido em 48%

Originalmente Publicado: 25 de Setembro de 2022 às 14:23

Fonte: Poder360.com.br