Uma confusão envolvendo o candidato a deputado federal por São Paulo, Guilherme Boulos, e um youtuber adolescente, que se identifica como militante do MBL, causou tumulto na Avenida Paulista, no Centro da capital, na tarde deste domingo.

No vídeo registrado pelo youtuber, possível ver o momento em que se aproxima de Boulos e o faz uma pergunta: “Você que defende a democracia… por que que defende democracias como Cuba?” O candidato se mostra incomodado, mas não responde.

Boulos se pronunciou sobre o caso em suas redes sociais, dizendo que integrantes do MBL “Mandaram um rapaz, militante deles, menor de idade botar o celular, provocando, na minha cara. Gerou um empurra-empurra com a turma que tava acompanhando a gente e, não contente, foram procurar uma base da polícia militar que tava lá dizendo que eu tinha agredido o rapaz”.

Apesar de o pai do adolescente ter ido registrar a ocorrência por lesão contra Boulos no 4º Distrito Policial, a investigação será feita pelo 78º DP - Jardins, que está em reforma e está usando provisoriamente o prédio da delegacia que fica na Consolação.

polícia, o youtuber afirmou que Boulos teria tentando puxar seu celular e que o próprio candidato teria dado diversos socos em seu rosto, além de estimular que seus apoiadores também o agredissem.

O que diz o MBL. Em nota, o Movimento Brasil Livre afirmou que o adolescente, militante da campanha de um de seus membros a deputado estadual, foi agredido por Guilherme Boulos e por sua militância.

Disse ainda que outro membro que estava na Av. Paulista chamou a polícia, mas que os agentes não puderam deter o candidato porque foram impedidos por militantes do PSOL. “Boulos não apenas agrediu um menor, como resistiu polícia e fugiu do local com auxílio de seus pelegos”, afirmou o MBL. O que diz o PSOL. O g1 entrou em contato para saber o posicionamento do partido de Boulos sobre o ocorrido, mas ainda não obteve um retorno.

Este artigo foi resumido em 64%

Originalmente Publicado: 25 de Setembro de 2022 às 19:47

Fonte: Globo