Apoiadores do candidato desferiram socos e chutes no jovem que o abordou; a PM tentou deter Boulos em “Flagrante”.

O candidato a deputado federal Guilherme Boulos foi abordado por um militante do MBL em ato na avenida Paulista neste domingo.

O ex-candidato Presidência negou que tenha agredido o adolescente e disse que “Policias bolsonaristas” tentaram prendê-lo em flagrante.

A assessoria do MBL reafirmou as acusações de que Pedro Arthur, de 15 anos, foi agredido por Boulos e por apoiadores.

“O militante da campanha de Renato Battista, Pedro Arthur, de 15 anos, estava com os pais na Paulista e foi questionar Guilherme Boulos, mas acabou sendo agredido pelo candidato e sua militância. Felizmente o candidato Cristiano Beraldo chamou a Polícia imediatamente, que tentou deter o agressor, mas foram impedidos pelos psolistas. Boulos não apenas agrediu um menor, como resistiu polícia e fugiu do local com auxílio de seus pelegos”.

“Policiais militares tentaram prender ilegalmente o candidato a deputado federal Guilherme Boulos na tarde deste domingo. O incidente aconteceu na Avenida Paulista, na altura da rua Haddock Lobo, por volta das 15h.”.

“Em seguida, quatro policiais militares abordaram Boulos após serem provocados pelos candidatos do MBL. Diante da recusa do candidato em ser detido ilegalmente, os policiais agrediram fisicamente militantes de esquerda e usaram gás de pimenta.”

Este artigo foi resumido em 63%

Originalmente Publicado: 25 de Setembro de 2022 às 19:09

Fonte: Poder360.com.br